18 de outubro de 2011

Me dê sua mão.


Você é a direção que eu sigo para chegar em casa. Quando eu sinto que não consigo continuar, você me diz pra eu ir em frente. E é como se eu não pudesse sentir nada se você não está por perto. E não ache estranho se eu enfraquecer porque você causa esse efeito em mim.

Meses passam rápido agora e todas as despedidas incondicionais, sem originalidade, sempre ao meu lado. Fomos feitos para ficar juntos, feitos para ninguém além de nós dois.
Você me ama, eu te amo mais, portanto...

Tudo o que você diz e toda vez que nós nos beijamos eu não consigo pensar direito, mas eu estou bem e eu não consigo pensar em mais ninguém que eu odeie ter saudade o tanto quanto eu odeio sentir sua falta.

Então, por favor, me dê sua mão.
Então, por favor, me dê uma lição de como roubar um coração tão rápido como você roubou o meu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário